Exportar registro bibliográfico

Cannabis sativa l: agentes adulterantes com atividade farmacológica e suas implicações fisiopatológica (2020)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MAGALHÃES, ALEX MONTEIRO - FCF
  • School: FCF
  • Subjects: MACONHA; FARMACOLOGIA; FISIOPATOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Cannabis sativa L. (Cannabaceae), popularmente chamada de maconha no Brasil e de marijuana em diversos países, é cultivada há vários séculos, com achados arqueológicos que indicam sua presença na China há aproximadamente 4.000 anos a.C. O seu uso para fins recreativos é ainda um tabu, mas avanços no sentido da liberação têm permitido o uso recreativo em alguns estados americanos, Canadá e Uruguai. Entretanto, no Brasil o consumo ainda é criminalizado. Apesar desse cenário, a maconha é a droga de abuso mais consumida no mundo. Como a ampla disseminação da Cannabis se dá sobretudo no mercado ilícito ou com pouca fiscalização, cria-se espaço para o uso de agentes adulterantes com viés de aumentar os lucros ou modular as propriedades farmacológicas da maconha, seja com fins de alcançar novos efeitos ou mascarar uma maconha de baixa qualidade. OBJETIVO: Encontrar os agentes adulterantes com atividade farmacológica utilizados na maconha e estabelecer os possíveis eventos fisiopatológicos originados da combinação. MATERIAIS E METÓDOS: Realizou-se ampla revisão bibliográfica em grandes bancos de dados, tais como PubMed, PubChem, Scifinder, Web Of Science, SciELO e Google Acadêmico, além de livros especializados e jornais não acadêmicos de grande circulação. RESULTADOS: Encontrou-se duas classes de agentes adulterantes. A primeira é aquela em que o agente adulterante é misturado diretamente à maconha. Nesse grupo estão nicotina e cocaína. A outra classe é de agentes adulterantes coadministrados com a maconha com o objetivo exclusivo de otimizar a função erétil. Nesse grupo estão os inibidores de fosfodiesterase tipo 5, com especial destaque para o sildenafil. DISCUSSÃO: Os agentes adulterantes nicotina e cocaína, quando misturados diretamente à maconha, podem aumentar aconcentração de dopamina mais do que quando qualquer uma dessas drogas são utilizadas sozinhas. O aumento da dopamina circulante pode levar à patologias periféricas vasculares e redução na liberação de prolactina, o que prejudica o aleitamento materno. Além disso, o aumento da dopamina no SNC pode levar o usuário a desenvolver esquizofrenia e o deixa mais vulnerável à dependência química. Por outro lado, a coadministração de sildenafil com maconha pode ocasionar graves eventos cardiovasculares ao usuário. CONCLUSÃO: A análise dos resultados possibilitou demonstrar que a maconha combinada com agentes adulterantes pode desencadear ou potencializar o surgimento de novas patologias, deixando assim o usuário mais exposto a riscos
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão Publicada3058101.pdfDirect link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAGALHÃES, Alex Monteiro. Cannabis sativa l: agentes adulterantes com atividade farmacológica e suas implicações fisiopatológica. 2020. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2020. Disponível em: https://repositorio.usp.br/directbitstream/c5b75b7d-431a-4101-a605-2a5d0cd6f67c/3058101.pdf. Acesso em: 05 jul. 2022.
    • APA

      Magalhães, A. M. (2020). Cannabis sativa l: agentes adulterantes com atividade farmacológica e suas implicações fisiopatológica (Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://repositorio.usp.br/directbitstream/c5b75b7d-431a-4101-a605-2a5d0cd6f67c/3058101.pdf
    • NLM

      Magalhães AM. Cannabis sativa l: agentes adulterantes com atividade farmacológica e suas implicações fisiopatológica [Internet]. 2020 ;[citado 2022 jul. 05 ] Available from: https://repositorio.usp.br/directbitstream/c5b75b7d-431a-4101-a605-2a5d0cd6f67c/3058101.pdf
    • Vancouver

      Magalhães AM. Cannabis sativa l: agentes adulterantes com atividade farmacológica e suas implicações fisiopatológica [Internet]. 2020 ;[citado 2022 jul. 05 ] Available from: https://repositorio.usp.br/directbitstream/c5b75b7d-431a-4101-a605-2a5d0cd6f67c/3058101.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2022