Exportar registro bibliográfico

Perspectivas nanobiotecnológicas no desenvolvimento de um sistema de entrega de fármacos otimizado na terapia gênica com RNA interferente (RNAI) (2018)

  • Autores:
  • Autor USP: LIMA, GUILHERME DE NORONHA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Assuntos: FÁRMACOS; RNA
  • Idioma: Português
  • Resumo: O processo de regulação genética pós-transcricional mediado por moléculas de RNA, através do qual a síntese da proteína alvo é inviabilizada por meio de interferência direta na tradução da mensagem codificada geneticamente, é denominado interferência por RNA e representa uma promissora ferramenta terapêutica. Dificuldades como a possibilidade de ativação imunológica pelas moléculas de RNA interferente (RNAi), se aplicadas diretamente na circulação sistêmica, a baixa biodisponibilidade via oral, sua rápida degradação, excreção e alta instabilidade frente às nucleases plasmáticas, levaram a um consenso generalizado de que o gargalo principal para a eficiência desta técnica no uso terapêutico é a ausência de um sistema adequado de entrega (delivery system) do RNAi. Diversos desafios ainda devem ser transpostos antes que siRNAs possam ser amplamente implementados como agentes terapêuticos. Um efetivo sistema de entrega deve ser capaz de: (a) proteger as moléculas de ácido nucleico da degradação durante a entrega sistêmica; (b) suportar circulação prolongada sem ser eliminado através da filtração renal; (c) acumular-se dentro do tecido alvo; (d) adentrar a células-alvo via um mecanismo específico de captura; (e) ter sua captura celular iniciada através de endocitose; (f) escapar do compartimento endossomal para evitar a degradação dentro do lisossomo; e (g) desmontar-se no citoplasma para efetiva liberação da sua carga de siRNA. Por meio do levantamento crítico da aplicabilidade das técnicas de nanocarreamento/ nanoencapsulamento descritas na literatura científica, considerados os benefícios e desvantagens, foi traçado um cenário atualizado e abrangente sobre como tais técnicas podem ser úteis à evolução da experiência clínica com essa inovadora ferramenta biotecnológica. De acordo com olevantamento realizado, é possível concluir que as estruturas químicas mais exploradas nas pesquisas de silenciamento gênico com siRNA são os peptídeos de penetração celular, lipossomos e nanopartículas poliméricas, principalmente por conta da facilidade sintética desses materiais, sendo as nanopartículas poliméricas as mais versáteis, considerando-se a vasta gama de possíveis materiais, modificações moleculares e formas que podem ser obtidas no seu desenvolvimento
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão Publicada2954609.pdfDirect link
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Guilherme de Noronha; RANGEL-YAGUI, Carlota de Oliveira. Perspectivas nanobiotecnológicas no desenvolvimento de um sistema de entrega de fármacos otimizado na terapia gênica com RNA interferente (RNAI). [S.l: s.n.], 2018.
    • APA

      Lima, G. de N., & Rangel-Yagui, C. de O. (2018). Perspectivas nanobiotecnológicas no desenvolvimento de um sistema de entrega de fármacos otimizado na terapia gênica com RNA interferente (RNAI). São Paulo.
    • NLM

      Lima G de N, Rangel-Yagui C de O. Perspectivas nanobiotecnológicas no desenvolvimento de um sistema de entrega de fármacos otimizado na terapia gênica com RNA interferente (RNAI). 2018 ;
    • Vancouver

      Lima G de N, Rangel-Yagui C de O. Perspectivas nanobiotecnológicas no desenvolvimento de um sistema de entrega de fármacos otimizado na terapia gênica com RNA interferente (RNAI). 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Trabalhos Acadêmicos da Universidade de São Paulo     2012 - 2020