Exportar registro bibliográfico

O Hipotireoidismo no ciclo de vida da mulher: a importância do diagnóstico assertivo e os impactos na saúde feminina durante as fases de crescimento e envelhecimento (2021)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SILVA, LUANA BUFALARI SOARES DA - FCF
  • School: FCF
  • Subjects: HIPOTIREOIDISMO; MULHERES; HORMÔNIOS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A tireoide ou tiroide é uma glândula em forma de borboleta (com dois lobos), que fica localizada na parte anterior pescoço. Ela age na função de órgãos importantes como coração, cérebro, fígado e rins. Interfere no crescimento e desenvolvimento das crianças e adolescentes; na regulação dos ciclos menstruais; na fertilidade; no peso; na memória; na concentração; no humor; e no controle emocional. É fundamental que ela esteja em perfeito estado de funcionamento para garantir o equilíbrio e a harmonia do organismo. A tireoide pode apresentar disfunções em seu funcionamento, onde pode ocorrer o hipotireoidismo. O hipotireoidismo é caracterizado pela deficiência da produção de T3 e T4 pela glândula da tireoide, que pode ser moderado ou severa, causando um aumento nos níveis do hormônio TSH. O hipotireoidismo ocorre mais frequentemente em mulheres, em idosos (acima de 65 anos) e em indivíduos caucasianos. OBJETIVO: Para esta revisão, foram abordados grupos de mulheres, separadas de acordo com a faixa etária e etapa de vida como recém-nascidos, crianças e adolescentes, adultas, gestantes e idosas e avaliar a consequência da falta dos hormônios T3 e T4 nessas idades. Com essa divisão em grupos obteve-se um espectro de informações maior sobre os dados disponíveis em cada fase do ciclo de vida da mulher. MATERIAL E MÉTODOS: Foi realizada revisão bibliográfica narrativa de artigos e outras produções científicas disponíveis. Para isso foram consultadas bases de dados em literatura acadêmica, como “PubMed” e “SciELO” e revisão de pareceres de entidades da área. Os filtros utilizados nessas bases de dados foram: “Full text” e o ano de publicação entre os anos 2001 e 2020 (últimos 20 anos de publicação). RESULTADOS: A revisão bibliográfica foi realizada com foco nos impactos do hipotireoidismo na mulher, mastambém foi analisado a oferta de informações sobre o assunto. As mulheres são o principal público afetado pela doença, que pode ter início em qualquer fase da vida, devendo ser corretamente avaliada e dado o correto tratamento a fim de assegurar a saúde da paciente e o alívio dos sintomas. As diretrizes brasileiras precisam ser revisadas visto que novas diretrizes globais mais atuais estão disponíveis. CONCLUSÃO: No hipotireoidismo os sintomas podem ser diversos, porém sua manifestação nem sempre ocorre, e quando ocorrem, dificilmente são atrelados a um diagnostico assertivo. Profissionais de saúde devem estar atentos aos sintomas quando manifestados, principalmente em mulheres anti-TPO positivas, grávidas (ou em planejamento para gestação) e em idades avançadas acima dos 60 anos (em recém-nascidos é obrigatório a avaliação de hipotireoidismo após o nascimento). Adicionalmente são necessários mais estudos em ponto sem consenso como valores de corte definidos para diagnóstico de hipotireoidismo congênito, sobre o tratamento do hipotireoidismo subclínico e seus impactos no perfil lipídico, na saúde cardiovascular e no desenvolvimento intelectual de crianças e adolescentes. O trabalho demonstra a relevância do assunto dentro das políticas públicas de saúde para a saúde da mulher, evidencia a importância do diagnóstico assertivo e da leitura dos sinais de forma correta a fim de evitar diagnósticos incorretos, levantando os principais conceitos, parâmetros relevantes, terapias praticadas, além de divulgar dados e alertas sobre a doença
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão Publicada3066843.pdfDirect link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Luana Bufalari Soares da. O Hipotireoidismo no ciclo de vida da mulher: a importância do diagnóstico assertivo e os impactos na saúde feminina durante as fases de crescimento e envelhecimento. 2021. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2021. Disponível em: https://repositorio.usp.br/directbitstream/2e261bf9-d85f-46eb-ba2c-53e8a607711d/3066843.pdf. Acesso em: 01 jul. 2022.
    • APA

      Silva, L. B. S. da. (2021). O Hipotireoidismo no ciclo de vida da mulher: a importância do diagnóstico assertivo e os impactos na saúde feminina durante as fases de crescimento e envelhecimento (Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://repositorio.usp.br/directbitstream/2e261bf9-d85f-46eb-ba2c-53e8a607711d/3066843.pdf
    • NLM

      Silva LBS da. O Hipotireoidismo no ciclo de vida da mulher: a importância do diagnóstico assertivo e os impactos na saúde feminina durante as fases de crescimento e envelhecimento [Internet]. 2021 ;[citado 2022 jul. 01 ] Available from: https://repositorio.usp.br/directbitstream/2e261bf9-d85f-46eb-ba2c-53e8a607711d/3066843.pdf
    • Vancouver

      Silva LBS da. O Hipotireoidismo no ciclo de vida da mulher: a importância do diagnóstico assertivo e os impactos na saúde feminina durante as fases de crescimento e envelhecimento [Internet]. 2021 ;[citado 2022 jul. 01 ] Available from: https://repositorio.usp.br/directbitstream/2e261bf9-d85f-46eb-ba2c-53e8a607711d/3066843.pdf

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2022