Exportar registro bibliográfico

Low-cost carriers’ competitive advantage in Europe and United States, lessons for the brazilian air transportation industry. (2020)

  • Authors:
  • USP affiliated author: PEREIRA, JOAO PEDRO MATOS DE OLIVEIRA - EP
  • School: EP
  • Sigla do Departamento: PRO
  • Subjects: AVIAÇÃO; TRANSPORTE AÉREO; BENCHMARKING
  • Language: Inglês
  • Abstract: O setor de transportes é fundamental para o desenvolvimento de algumas regiões, integração da economia do país, conexão das redes de negócios, incentivo do turismo e união entre amigos, parceiros e familiares. Apesar da importância histórica do Brasil na aviação, ele ainda não é conhecido por ter uma indústria robusta de transporte aéreo. O país ainda tem um número baixo de passageiros per capita, abaixo de outros países da América Latina e economias em desenvolvimento, uma boa parte da população nunca voou na vida. O mercado brasileiro é dominado principalmente por 3 empresas, em um ambiente de difícil sobrevivência com múltiplos riscos operacionais. Esse trabalho tem como objetivo identificar as melhores práticas usadas pelas empresas aéreas low-cost na Europa e nos Estados Unidos que as levaram ao sucesso, diferenciando-se e atingindo vantagens competitivas sobre as aéreas legacy. Considerando o ambiente competitivo, poderes de barganha, estruturas de custo e dados históricos de mais de 20 empresas aéreas de 2017 a 2019, esse trabalho faz seu melhor para identificar as melhores práticas que podem ser utilizadas como benchmarking. Todos os dados utilizados nesse projeto são informações públicos e não são focadas em uma empresa específica. Essas boas práticas podem ser possíveis lições para companhias aéreas brasileiras alavancar a performance operacional, visando reduzir custos e possibilitando reduzir tarifas. Tarifas mais baixas teriam um enorme impacto positivo no número de passageiros, dados que uma redução de 1% nos preços já cria 1.4% mais demanda. O estudo também analisa a viabilidade da melhoria, olhando o que é feito e quais são as barreiras estruturais. Avaliando as estruturas de custo das empresas, identificando quais são os principais direcionadores de desvantagem competitiva ou quais ações são feitas para manter asempresas no caminho certo para melhoria operacional. Esse estudo identifica os principais entraves estruturais ou razões para maiores custos na indústria aérea brasileira. Fornecendo base para possíveis objetivos governamentais caso decida tomar ações para incentivar a indústria aérea, sendo chave em um momento de uma pandemia global que está saturando a demanda por viagens aéreas e as companhias estão sofrendo para sobreviver em um país com já longa história de falência e concentração de mercado.
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão PublicadaJoaoPedroMatosdeOliveiraP...Direct link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREITRA, João Pedro Matos de Oliveira; BERSSANETI, Fernando Tobal. Low-cost carriers’ competitive advantage in Europe and United States, lessons for the brazilian air transportation industry. [S.l: s.n.], 2020.
    • APA

      Pereitra, J. P. M. de O., & Berssaneti, F. T. (2020). Low-cost carriers’ competitive advantage in Europe and United States, lessons for the brazilian air transportation industry. São Paulo.
    • NLM

      Pereitra JPM de O, Berssaneti FT. Low-cost carriers’ competitive advantage in Europe and United States, lessons for the brazilian air transportation industry. 2020 ;
    • Vancouver

      Pereitra JPM de O, Berssaneti FT. Low-cost carriers’ competitive advantage in Europe and United States, lessons for the brazilian air transportation industry. 2020 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2021