Exportar registro bibliográfico

Revisão sistemática: caracterização dos guias de prática clínica para tratamento do Diabetes mellitus tipo2 (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SOUZA, RODOLFO RIBEIRO DE - FCF
  • School: FCF
  • Subjects: MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS; PROTOCOLOS CLÍNICOS; DIABETES MELLITUS
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Os guias de prática clínica (GPCs) são documentos que norteiam e estabelecem conjuntos de recomendações de manejo da doença e tratamento do paciente. Contudo, os padrões de atuação recomendados enfrentam a complexidade de doenças como a diabetes mellitus tipo 2 (DM2), que tem uma grande base de evidências. A qualidade metodológica destes documentos é uma variável preocupante, portanto, é necessário avaliar o rigor no desenvolvimento dos guias e caracterizá-los, elencando àqueles de maior qualidade metodológica. OBJETIVO: Descrever as características dos guias de prática clínica para tratamento do diabetes mellitus tipo 2. MATERIAIS E MÉTODOS: Realizou-se uma revisão sistemática dos GPCs para DM2 nas bases de dados PubMed, Embase e Cochrane, além de 12 bases de dados específicas para práticas clínicas. A seleção dos GPCs foi orientada pelo período de publicação (2011 a 2016) e pela aplicação de critérios de elegibilidade. Após a seleção, os GPCs passaram pela avaliação da sua qualidade metodológica, utilizando a ferramenta AGREE II, e foram caracterizados quanto ao padrão de publicação e autoria, bem como, método, classificação das evidências, proposta de atualização e pontuação no domínio “rigor do desenvolvimento” do AGREE II. Todas essas etapas foram realizadas por, ao menos, 2 avaliadores independentes. RESULTADOS: Apenas 1,6% (52/3.296) de todos os estudos filtrados nas bases eram GPCs para DM2 que seguiam os critérios de elegibilidade propostos. O continente norte-americano foi responsável por 38% das publicações (20/52); as sociedades profissionais foram responsáveis por 50% dos GPCs (26/52); e metade dos guias (25/52) têm foco nos profissionais de saúde no geral. Quanto à qualidade metodológica, 88% (46/52) dos guias têm pontuação abaixo de 60% no domínio “rigor dodesenvolvimento” do AGREE II, sendo que: 48% (25/52) não utilizaram um sistema de classificação de evidências; 54% (28/52) não mencionaram o método escolhido; 50% (27/52) relataram financiamento; e 65% (34/52) não mencionaram uma previsão de atualização da versão atual. CONCLUSÃO: Metodologicamente, a grande maioria dos GPCs para DM2 não apresentou alta qualidade. Para se atingir esse alto rigor, o GPC deve ser respaldado por fortes estudos primários, deve utilizar ferramentas e sistemas de avaliação conhecidos, e descrever detalhadamente o processo de síntese e elaboração das condutas clínicas finais. Este resultado pode ser alcançado por meio do trabalho conjunto entre sociedades profissionais, governo e universidade e a adoção de instrumentos como o AGREE II. Apenas 6 guias foram listados como de alta qualidade e o destaque foi para os países latino-americanos Colômbia e México e as sociedades profissionais norte-americana e britânica
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão Publicada2954378.pdfDirect link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Rodolfo Ribeiro de; RIBEIRO, Eliane. Revisão sistemática: caracterização dos guias de prática clínica para tratamento do Diabetes mellitus tipo2. [S.l: s.n.], 2018.
    • APA

      Souza, R. R. de, & Ribeiro, E. (2018). Revisão sistemática: caracterização dos guias de prática clínica para tratamento do Diabetes mellitus tipo2. São Paulo.
    • NLM

      Souza RR de, Ribeiro E. Revisão sistemática: caracterização dos guias de prática clínica para tratamento do Diabetes mellitus tipo2. 2018 ;
    • Vancouver

      Souza RR de, Ribeiro E. Revisão sistemática: caracterização dos guias de prática clínica para tratamento do Diabetes mellitus tipo2. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2020