Exportar registro bibliográfico

Ingestão das frações de fibras e sua associação com fatores socioeconômicos e do estilo de vida em residentes da cidade de São Paulo: estudo ISA-capital (2016)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SANTOS, PAULA VICTÓRIA FÉLIX DOS - FSP
  • School: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • Subjects: FIBRAS NA DIETA; CONSUMO DE ALIMENTOS; POPULAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Apesar dos inúmeros benefícios à saúde relacionados ao consumo de fibra alimentar, a baixa ingestão desse nutriente é uma das características que compõe o padrão de alimentação moderno. Inverter essa tendência continua a ser um desafio de saúde pública, e compreender essas relações torna-se fundamental para o planejamento de políticas públicas com foco em grupos vulneráveis da população. Objetivo: Analisar o consumo de fibras de adolescentes, adultos e idosos residentes no município de São Paulo. Métodos: Utilizou-se dados de 560 adolescentes, 585 adultos e 517 de ambos os sexos do Inquérito de Saúde no Município de São Paulo, ISA - Capital 2008, estudo transversal de base populacional com amostra probabilística de residentes no município de São Paulo. O consumo alimentar foi medido utilizando dois recordatórios de 24 horas. Todas as análises foram realizadas com base no desenho amostral do estudo. A proporção de indivíduos que alcançou a Ingestão Adequada (AI) para fibra total foi analisada, e os alimentos contribuintes com a ingestão de fibras e suas frações foram avaliados. A relação entre o consumo de fibra total, solúvel e insolúvel com características demográficas, socioeconômicas e do estilo de vida foram determinadas usando modelos de regressão linear. Resultados: Observou-se baixa proporção de indivíduos que alcançaram o AI para fibra alimentar. Os alimentos que mais contribuíram para a ingestão de fibra total foram feijão, pão francês e arroz. O consumo de fibra total foi associado negativamente com o tabagismo, e positivamente com idade e a renda familiar per capita. O consumo de fibras solúveis foi negativamente associados com o tabagismo, e positivamente com o sexo feminino, idade e renda familiar per capita. O consumo de fibra insolúvel foi negativamente associado com tabagismo e positivamente associado com a idade.Conclusão: Residentes da cidade de São Paulo apresentam uma baixa ingestão de fibras, e fatores demográficos, socioeconômicos e do estilo de vida foram associados com o consumo das frações de fibra alimentar.
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão PublicadaTCCPaulaVictóriaFSantos....Direct link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Paula Victória Félix dos; FISBERG, Regina Mara. Ingestão das frações de fibras e sua associação com fatores socioeconômicos e do estilo de vida em residentes da cidade de São Paulo: estudo ISA-capital. [S.l: s.n.], 2016.
    • APA

      Santos, P. V. F. dos, & Fisberg, R. M. (2016). Ingestão das frações de fibras e sua associação com fatores socioeconômicos e do estilo de vida em residentes da cidade de São Paulo: estudo ISA-capital. São Paulo.
    • NLM

      Santos PVF dos, Fisberg RM. Ingestão das frações de fibras e sua associação com fatores socioeconômicos e do estilo de vida em residentes da cidade de São Paulo: estudo ISA-capital. 2016 ;
    • Vancouver

      Santos PVF dos, Fisberg RM. Ingestão das frações de fibras e sua associação com fatores socioeconômicos e do estilo de vida em residentes da cidade de São Paulo: estudo ISA-capital. 2016 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2021