Exportar registro bibliográfico

Polimorfismo de nucleotídeo único do gene FTO: associação com IMC, circunferência de cintura e padrão inflamatório sistêmico no estudo de base populacional ISA-Capital (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MARTINS, GABRIEL HENRIQUE XIBUTA - FSP
  • School: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • Subjects: OBESIDADE; CIRCUNFERÊNCIA ABDOMINAL; ÍNDICE DE MASSA CORPORAL; INFLAMAÇÃO; GENES
  • Keywords: polimorfismo de nucleotídeo único; gene FTO
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: continuidade, utilizando o pacote estatístico do programa Stata Versão 13.0. Resultados: Carreadores do alelo T representam 35,78%. Em contrapartida, Indivíduos carreadores do alelo de risco, AA (15,85%) e AT (48,37%), compõem 65,22%. Há altas taxas de sobrepeso (47,2%) e de sedentarismo (acima de 85%). Indivíduos tabagistas representam cerca de um quarto (25,74%) e etilistas (62,9%). Carreadores do alelo A, mostram maior escore inflamatório e maiores IMC (p=0,001) Pressão Arterial (PA) sistólica (p=0,001), PA diastólica (p=0,019), triacilgliceróis (p=0,030) e CC (p=0,001). O SNP rs9939609 não mostra relação com IMC quando relacionado com índice de qualidade da dieta. Há associação entre os níveis de ômega 3 totais (p=0,006), DHA (p=0,036) e concentração da enzima Δ-5-dessaturase (p=0,013), com escore inflamatório. Não há relações significantes entre o SNP, consumo de alimentos do índice de qualidade da dieta e escore inflamatório. Não foram observados valores significantes na associação da presença do SNP com as concentrações plasmáticas de PCR, TNF-α, IL-6 e IL-10 Conclusão: Há relação estatisticamente significante entre a presença do SNP rs9939609 e aumento de IMC, CC, PA e trigliceridemia e presença de um padrão inflamatório sistêmico na população analisada.Introdução: A obesidade é uma doença multifatorial e de alta prevalência no mundo. Caracteriza-se principalmente pelo aumento da adiposidade corporal e por inflamação crônica e de baixo grau. A dieta hipercalórica favorece o aumento dessa adiposidade, bem como do Índice de Massa Corporal (IMC) e da Circunferência de Cintura (CC). A genética também influencia na doença. Diversos polimorfismos de nucleotídeo único (SNP) atuam, porém, merece destaque o SNP do gene FTO, o rs9939609, pois tem forte relação com maiores valores de IMC, CC e inflamação sistêmica. Objetivo: Analisar a associação da presença do SNP do gene FTO (rs9939609) e IMC, CC e padrão inflamatório sistêmico na população do estudo de base populacional ISA-Capital. Métodos: O trabalho compreendeu 301 indivíduos adultos (idade entre 20 e 59 anos), oriundos do estudo de base populacional ISA-capital 2008-2010, dos quais foram excluídos 73 indivíduos devido ao uso de medicamentos, resultando em um tamanho amostra de 228 indivíduos. A partir do plasma, foram determinadas as concentrações plasmáticas de adiponectina, proteína C reativa (PCR), interleucina (IL)-1β, IL-6, IL-8, IL-10, lL-12p70, fator de necrose tumoral-α (TNF-α), quimiocina ligante-2 (CCL2), molécula de adesão intercelular solúvel (sICAM)-1 e molécula de adesão celular vascular solúvel (sVCAM)-1, por meio da técnica multiplex de imunoensaio. Um escore de inflamação foi gerado com base nos valores desses biomarcadores inflamatórios. Foi aplicado o IQDR nos indivíduos carreadores do alelo de risco do SNP rs9939609 e em indivíduos duplo homozigotos para o alelo T, para verificar se a ingestão dos grupos de alimentos contidos no índice exerce impacto sobre o IMC e sobre o escore inflamatório destes indivíduos. A análise do polimorfismo do FTO (rs9939609) foi realizada pelo sistema Taqman® Open Array®. A análise estatística foi realizada por qui-quadrado com correção de
  • Imprenta:

  • Download do texto completo

    Tipo Nome Link
    Versão PublicadaGabriel Henrique Xibuta M...Direct link
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINS, Gabriel Henrique Xibuta; ROGERO, Marcelo Macedo. Polimorfismo de nucleotídeo único do gene FTO: associação com IMC, circunferência de cintura e padrão inflamatório sistêmico no estudo de base populacional ISA-Capital. [S.l: s.n.], 2018.
    • APA

      Martins, G. H. X., & Rogero, M. M. (2018). Polimorfismo de nucleotídeo único do gene FTO: associação com IMC, circunferência de cintura e padrão inflamatório sistêmico no estudo de base populacional ISA-Capital. São Paulo.
    • NLM

      Martins GHX, Rogero MM. Polimorfismo de nucleotídeo único do gene FTO: associação com IMC, circunferência de cintura e padrão inflamatório sistêmico no estudo de base populacional ISA-Capital. 2018 ;
    • Vancouver

      Martins GHX, Rogero MM. Polimorfismo de nucleotídeo único do gene FTO: associação com IMC, circunferência de cintura e padrão inflamatório sistêmico no estudo de base populacional ISA-Capital. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Academic Works of Universidade de São Paulo     2012 - 2020